5 Coisas que você pode aprender com o Dalai Lama

5 Coisas que você pode aprender com o Dalai Lama

Quer ser mais parecido com o Dalai Lama? Bem, você pode ser …

Mas em primeiro lugar, por que você quer ser mais parecido com o Dalai Lama?

Em seus esforços ao longo da vida na prática do Dharma, o Dalai Lama ensina a importância de engajar-se em pensamentos positivos sobre os negativos, algo que ele acredita que deve ser uma atividade ao longo da vida para todos nós. Ele é um dos principais exemplos do que significa transcender qualquer situação que possa encontrar em nós mesmos, de se recusar a ser vítima de nós mesmos e trabalhar para alcançar uma paz interior e felicidade.

Ele é o auge da presença e domínio emocional. Vida do Dalai Lama é um contínuo esforço em direção a nirvana final; a paz interior para alcançar a paz para todos. Sua filosofia – bondade.Dalai Lama

“Minha religião é muito simples. Minha religião é bondade. »- Dalai Lama

Se há algo que todos nós devemos querer lutar por ou para melhorar, é ter uma atitude de compaixão e bondade.

No entanto, ter uma aptidão para tal bondade não é algo que pode ser desenvolvido durante a noite, mesmo para o Dalai Lama. É uma viagem ao longo da vida; é um diário, esforço consciente para ser um pouco melhor do que éramos no dia anterior. Mas é possível, especialmente com ajuda perfeita.

Para começar, aqui estão 5 coisas que cada um de nós pode aprender com o Dalai Lama:

  1. Pense em todos que você encontra como uma criança.

Quando você imagina cada pessoa que você conhece como uma criança pequena em seu entendimento, torna-se mais fácil de ser um monte de coisas – paciente, compreensivo, compassivo. De repente, você é capaz de querer o melhor para todos, mesmo as mais difíceis das pessoas. Pode soar um pouco rebuscado, mas pensar sobre os outros desta forma pode transformar toda a maneira que você se relaciona com os outros, especialmente aqueles que você pode achar que são difícies de simpatizar com eles ou de compreender eles.

  1. Quando você não tem nada agradável para dizer, aprende a dizer nada.

Sentindo-se irritado? Quer extravasar sua frustração em alguém? Tente ficar quieto por um tempo. Ao contrário de reagir, tente tomar algum tempo para processar os seus sentimentos.




Por exemplo, quando você encontrar-se a erguer a voz em uma discussão com um cônjuge, para e toma um momento para pensar sobre o que realmente está acontecendo aqui. É a tua raiva que te faz reagiar desse jeito? Normalmente não, a raiva é apenas uma outra forma de medo. Então, pergunte a si mesmo – o que eu estou com medo agora? Que minha esposa não gosta de mim? Que eu vou decepcioná-lo(a)? Então, considere que sua raiva é apenas uma outra forma de medo também. Algum momento de silêncio vai ajudar a dar-lhe na perspectiva que você precisa de alimentar as chamas de sua ira e escolher uma reacção alternativa.

  1. Lembre-se que todos que você conheceu estão lutando sua própria batalha.

Às vezes, podemos nos tornar tão envolvido em nosso próprio pequeno mundo e os nossos próprios problemas, que nos esquecemos de que outras pessoas têm os seus problemas também – problemas muito piores do que esse que a gente está infrentando. Portanto, antes de julgar alguém, pare e conhece a sua história. Pare de fazer isso com você e procure ver o que você pode aprender com as histórias das pessoas ao seu redor.

  1. Escolha os pensamentos que lhe servem. Ignore aqueles que não o fazem.

Felicidade é dito ser nada mais do que uma questão de foco. Você pode optar por focar os pensamentos, pessoas, eventos e situações que servem a sua felicidade, ou você pode optar por se concentrar sobre os que não o fazem.

É fácil? Não, caso contrário, nós todos já seriamos especialistas nisso. Mas com a prática e consciência, todos nós podemos aprender como separar os pensamentos não tão úteis desde os mais úteis. Por exemplo, pode haver uma ou duas pessoas em seu grupo de amigos que deixa você para baixo. Você pode optar por concentrar-se nesses poucos indivíduos e ficar chateado com isso, talvez ter uma discussão com eles, fofocas sobre eles falar por trás e sentir pena de si mesmo … ou … você pode optar por focar nos amigos que estão sempre lá os que ti deixam para cima , aqueles que você pode desfrutar do seu tempo e que ti fazem se sentir bem por aí.

Achamos que sabemos o que é bom para nós, exceto quando se trata de o que nós damos a nossa atenção. Assim, a prática cada vez mais consciente do que você está alimentando sua mente.

O Dalai Lama é reconhecido por usar a meditação para a prática de melhoria da atenção plena.

  1. Seja você mesmo (a melhor versão)Dalai Lama

Você pode lutar para usar qualquer uma das dicas acima, mas há uma coisa que você pode fazer, não importa quem você é, o que importa é ser o quem você quer ser.

Todos nós podemos olhar para pessoas como o Dalai Lama e aprender com eles formas em que podemos melhorar em nós mesmos, mas é importante lembrar que você não está tentando ser eles. Seja sempre você mesmo e nunca fingir ser alguém que você não é, e isso é o passo mais importante que você pode tomar em direção a você e a um mundo mais feliz e mais feliz.

Grave isso na tua mente:  enquanto você está sempre se movendo para a frente – para a frente, para a frente – tudo é possível para você. 🙂 

Olhe para sua vida como uma oportunidade para crescer, expandir para fora e para a vida, e saber que tudo que você pode sempre fazer é continuar se esforçando para ser a melhor versão de si mesmo.

Você pode fazer isso,

Qualquer dúvida deixa comentário

Ajude-me a divulgar o meu trabalho, partilhe isso nas redes sociais os teus amigos vão gostar saber sobre esses assuntos.

Muito obrigado…

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *